top of page
Buscar

Comunicado de Imprensa: VG CoLAB integra consórcio europeu de 3 MM€

Atualizado: 19 de jun.

Porto, 11 de junho de 2024 — O laboratório colaborativo, que se foca no armazenamento de energia, e junta-se ao consórcio suportado com auxílios de estado pela União Europeia em quase 3 mil milhões de euros.

O Laboratório Colaborativo Vasco da Gama CoLAB (VG CoLAB), instalado na UPTEC– Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto e PORTIC – Porto Research, Technology & Innovation Center, tornou-se no primeiro incubador de inovação português a juntar-se ao consórcio europeu de baterias, IPCEI EuBatIn, financiado em 2,9 mil milhões de euros pela Comissão Europeia.


Com a participação no IPCEI (Projeto Importante de Interesse Europeu Comum) EuBatIn (European Battery Innovation), o VG CoLAB pretende acelerar a internacionalização e alavancar a inovação tecnológica e o desenvolvimento das exportações de Portugal, no setor dos meios de armazenamento de energia necessários para a nova economia verde e transição energética.


Ao integrar o IPCEI EuBatIn, o VG CoLAB, que se foca na inovação em baterias, promove, sobretudo, as suas atividades de I&D nas Agendas Mobilizadoras do PRR NGS (New Generation Storage) e CVB (Cadeia de Valor das Baterias em Portugal), onde se destaca pelo desenvolvimento de tecnologias de conversão de energia modulares e agnósticas e, ainda, o projeto e construção de uma linha de produção piloto de baterias de ião-sódio em Portugal.


O VG CoLAB passa, assim, a assumir um papel de destaque no ecossistema europeu do armazenamento de energia ao ser membro associado deste projeto transnacional, com uma contribuição importante para o crescimento, o emprego e a competitividade da indústria e da economia da União Europeia.

Os Associados do VG CoLAB e os parceiros científicos, tecnológicos e de inovação têm aqui uma oportunidade muito interessante para contribuir para a afirmação europeia na área das baterias

Cipriano Lomba, Presidente do Conselho Diretivo do VG CoLAB, afirma que “esta aprovação coloca o VG CoLAB no caminho certo para se tornar relevante no contexto da comunidade europeia do Armazenamento de Energia, tal como nos comprometemos no plano estratégico que traçamos há quase dois anos, mas é apenas o início. Agora temos de acelerar o desenvolvimento do ecossistema colaborativo que ambicionamos para o VG CoLAB e contribuir com o mesmo para os desafios e oportunidades que o IPCEI EuBatIn representa. Os Associados do VG CoLAB e os parceiros científicos, tecnológicos e de inovação têm aqui uma oportunidade muito interessante para contribuir para a afirmação europeia na área das baterias”.


Fundado em 2019, no Porto, o VG CoLAB é uma associação privada sem fins lucrativos que reúne parceiros públicos e privados da academia e da indústria, nomeadamente a EFACEC, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, o Instituto Superior Técnico, a A400 – Projetistas e Consultores de Engenharia, a Visblue Portugal, a EDP Inovação, o INESC TEC, a C2C-New Cap, o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia e a Simoldes Plásticos. Integra, ainda, a BEPA – Batteries European Partnership Association, que se foca em fornecer informações e aconselhamento à Comissão Europeia para a identificação das prioridades das atividades de investigação e inovação na área das baterias.


O VG CoLAB está no centro da cadeia de valor do armazenamento eletroquímico de energia, focado no desenvolvimento de tecnologias, protótipos e prestação de serviços de alto valor acrescentado. A instituição desenvolve soluções tecnológicas inovadoras aplicadas ao armazenamento de energia, técnicas para facilitar a utilização dos equipamentos após uma primeira vida de utilização e tecnologias de conversão desenhadas à medida. Nos seus desenvolvimentos procura sempre que as soluções sejam o mais modulares e agnósticas possível, para que estas sejam adaptáveis às tecnologias existentes e futuras.


O VG CoLAB está envolvido em vários projetos nacionais e europeus com a missão de afirmar o valor do armazenamento de energia para uma transição mais verde, mais eficaz e mais justa.


Nos media


Apoio à comunicação

Comentarios


Los comentarios se han desactivado.
bottom of page